Cida Magalhães*

 

Entre os dias 14 a 21 de fevereiro de 1954, se realizou na capital goiana o I Congresso Nacional de Intelectuais: “evento que apesar do nome nacional alcança repercussão bem maior, pois recebe, além de escritores e produtores culturais brasileiros, intelectuais de toda América Latina e do Caribe” (DE PAULA, 2006, não paginado).

Nas palavras de Francisco Messias Gomes Barros: “Ao evento compareceu cerca de 300 participantes, de diferentes Estados brasileiros, e nove delegações estrangeiras, incluindo a do Chile, cuja principal estrela foi o poeta Pablo Neruda” (BARROS, 2018, p. 9).

O objetivo principal deste artigo, além de relembrar o evento citado, ocorrido em Goiânia, grandioso, com certeza, e que, merece ser rememorado a cada aniversário de sua realização; é o de também destacar a participação nele de um jornalista recentemente falecido, Walter Menezes: “Quando Walter Menezes chegou em Goiânia, em 1942, a cidade, como ele, era uma ‘criança’ de 9 anos. Ele tinha 11 anos. Foi um caso de amor à primeira vista” (BELÉM, 2021, não paginado).

Encontrei-me com esta personalidade diversas vezes, algumas em ônibus coletivos ou ao caminhar pelas ruas do Setor Central e Setor Oeste, em Goiânia. Menezes sempre amável e simpático indo e vindo de seus compromissos. Pois, um homem desta envergadura tem sempre ações importantes para realizar, independentemente, de sua idade ou condição física e luta por elas, pois nisso está o sentido de sua existência.

Em uma das vezes em que este encontro ocorreu, ambos voltavam para casa de ônibus e ele me contou alguns detalhes sobre sua experiência no I Congresso Nacional de Intelectuais. Disse-me que Neruda era muito cônscio de sua própria importância, chegando mesmo a ser “metido”. Neste encontro casual como somente o destino pode ser, Walter Menezes disse-me também, que tinha uma sessão marcada para alguns dias depois com o prefeito de nossa cidade, à época, Iris Rezende Machado. O ex-presidente da Associação Goiana de Imprensa estava muito satisfeito com a proximidade do encontro entre eles.

O I Congresso Nacional de Intelectuais ocorreu em uma cidade cujas características eram provincianas e com uma população de pouco mais de setenta mil habitantes. Mesmo assim, ele foi inscrito nas páginas da nossa história como: ”… o evento cultural mais importante da história de Goiás e, talvez, um dos mais importantes do Brasil” (BARROS, 2018, p. 86).

 

Referências
BARROS, Francisco Messias Gomes. I Congresso Nacional de Intelectuais (Goiânia – 1954): Cultura Nacional, PCB e Hegemonia. Disponível em: https://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8504. Acessos diversos.

BELÉM, Euler de França. Morre, de pneumonia, o jornalista e publicitário Walter Menezes. Disponível em: https://www.jornalopcao.com.br/colunas-e-blogs/imprensa/morre-de-pneumonia-o-jornalista-e-publicitario-walter-menezes-342234/. Acessos diversos.

DE PAULA, Luciano Melo. Luciano Melo de Paula: Uma cidade, um antropólogo, dois escritores e um pássaro. Disponível em: https://vermelho.org.br/prosa-poesia-arte/luciano-melo-de-paula-uma-cidade-um-antropologo-dois-escritores-e-um-passaro/. Acessos diversos

 

*Poetisa e Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário